A Xiaomi confirmou nesta segunda-feira (23/08) que vai aposentar a marca “Mi” – uma das principais linhas de smartphones da fabricante. De acordo com a empresa, aparelhos como o Mi 11 serão chamados apenas de Xiaomi. A decisão busca fortalecer o nome da empresa no mercado Global.

Em nota para o The Verge, o porta-voz da Xiaomi explicou: “a partir do terceiro trimestre de 2021, a série de produtos Xiaomi Mi será renomeada para Xiaomi […] Essa mudança unificará nossa presença global de marca e fechará a lacuna de percepção entre a marca e seus produtos”.

publicidade

Ainda de acordo com a Xiaomi, a mudança pode levar algum tempo para entrar em vigor em todas as regiões em que atua. Além disso, a empresa confirmou que manterá a marca Redmi, a linha de produtos intermediários da fabricante.

Sobre a decisão, a empresa destaca: “Os produtos Xiaomi representam o auge da tecnologia e oferecem a experiência premium, enquanto os produtos Redmi trazem grande inovação a um preço mais acessível e são voltados a um público mais jovem”.

Mi permanecerá temporariamente no mercado iOT

Apesar das mudanças, a Xiaomi destacou que a nomenclatura Mi continuará temporariamente no seu catálogo de dispositivos smart home. De acordo com a empresa, a linha Mi Home deve permanecer no mercado por mais alguns meses. A mudança de marca para aparelhos iOT acontecerá após a consolidação da nomenclatura Xiaomi nos smartphones.

Leia mais:

Smartphones já eram chamados de Xiaomi na China

A Xiaomi apresentava indícios na mudança de nomenclatura dos seus smartphones há certo tempo. Nas últimas semanas, a empresa aproveitou o lançamento dos novos aparelhos Mi Mix para referi-los apenas como Xiaomi Mix durante as apresentações.

De acordo com a Xiaomi, o nome Mi foi a alternativa encontrada para popularizar os seus smartphones no mercado global, pois a sua pronúncia é mais fácil para alguns idiomas. Apesar disto, a empresa considera que após tanto tempo, o nome Xiaomi é suficientemente conhecido para representar os seus produtos.

Em junho de 2021, a Xiaomi bateu empresas como a Apple e Samsung e se tornou a maior vendedora de smartphones do mundo. Os seus aparelhos representaram 17% das vendas do mercado global durante o segundo trimestre.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!