A gigante chinesa de e-commerce Alibaba tem planos ousados para agilizar suas entregas, recentemente, a empresa anunciou que deseja lançar cerca de 1.000 robôs de entrega em todo o território da China. Porém, uma alfinetada nos entregadores humanos chamou atenção. Segundo a empresa, um dos pontos em favor dos robôs é o fato de nenhum deles fumar.

Os robôs de entrega do Alibaba têm o objetivo de resolver o problema da última milha da logística, que é o trecho entre o armazém e a casa do cliente. Este processo é o que mais está sujeito a problemas, como o tráfego, erro humano ou outros imprevistos. Atualmente, o sistema com robôs está em testes em campus universitários e complexos habitacionais.

publicidade

Porém, ao que parece, o que mais tem enfurecido o pessoal da gigante chinesa são os entregadores, em uma postagem no blog da empresa, os robôs são exaltados por serem capazes de fazer viagens sem desvios ou pausas para fumar. O tabagismo é um problema sério na China, dos 1,4 bilhão de habitantes do país, mais de 300 milhões fumam, ou seja, mais de 20% da população.

O Alibaba também destaca que a última etapa das entregas é a que mais confunde os entregadores humanos. A empresa defende  que os robôs não correm o risco de se perder tentando encontrar um apartamento em uma torre ou um conjunto habitacional, além de serem capazes de construir uma compreensão abrangente de seus arredores.

Aposta ousada

Robô do Alibaba em um campus universitário na China
Robôs estão sendo testados em campus de universidades e conjuntos habitacionais. Crédito: Alibaba/Divulgação

Os robôs de entrega do Alibaba são programados para pegar os pacotes em um ponto de entrega local e levá-los até a casa do comprador. Para isso, eles usam trilhas e ciclovias, o que é uma razão para que os testes sejam realizados em campus de universidades e conjuntos habitacionais, que são locais que têm menor volume de tráfego e veículos que andam mais devagar.

Leia mais:

Mas, segundo a empresa, seus robôs de entrega são capazes de prever os próximos cinco a dez segundos de movimentos de pessoas e veículos próximos. Essa capacidade de prevenção seria capaz de evitar colisões com outros veículos ou atropelamentos em 99,9999% das ocasiões, uma estatística bastante ousada e corajosa.

Contudo, o interesse do Alibaba nos robôs não é só porque eles não fumam, a empresa diz que o envelhecimento da população chinesa pode significar uma dificuldade em encontrar entregadores no futuro.

Via: The Register

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!