O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou na manhã desta terça-feira (28) que pessoas com 60 anos ou mais receberão a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. De acordo com o ministro, cerca de 7 milhões de brasileiros estão nessa faixa etária e receberão a terceira dose.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Queiroga declarou que a oferta das terceiras doses para maiores de 60 anos deve começar ainda no mês de setembro. A dose de reforço será ofertada para todos aqueles que já foram imunizados há pelo menos seis meses, independente do imunizante.

publicidade

A nova etapa da imunização está sendo realizada, preferencialmente, com a vacina da Pfizer, que já demonstrou eficácia elevada quando usada em conjunto com outros imunizantes. Na falta das vacinas da farmacêutica americana, a alternativa é usar as vacinas da AstraZeneca ou Janssen.

Até o momento, a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 só havia sido aprovada para os públicos maiores de 70 anos, imunossuprimidos e profissionais de saúde. De acordo com dados do Ministério da Saúde, mais de 639 mil brasileiros já receberam a terceira dose.

Via: Agência Brasil

Outros grupos que já estão recebendo a dose de reforço

Na última sexta-feira (24), o ministro da Saúde havia anunciado a inclusão de mais um grupo para receber a dose de reforço, os profissionais de saúde. Para este público, também vale a regra que prevê que a terceira dose só seja administrada seis meses depois da aplicação da segunda dose.

Leia mais:

Também vale a recomendação de que, preferencialmente, o reforço seja o imunizante da Pfizer, seguido por Janssen e AstraZeneca. Na ocasião, Queiroga classificou os esforços de imunização contra a Covid-19 como “a maior campanha de vacinação da história do Brasil”.

Entre os imunossuprimidos, que também já estão recebendo a terceira dose, se enquadram pessoas transplantadas, pacientes com câncer e outros tipos de doenças graves.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!