A Volvo Trucks conduziu o primeiro teste independente de eficiência energética com um caminhão elétrico pesado totalmente carregado na Alemanha. O veículo excedeu sua faixa oficial e consumiu 50% menos energia do que seu homólogo a diesel.

O caminhão testado foi um Volvo FH Electric, um veículo com emissão zero de escapamento, 490 kW de potência contínua e peso bruto de conjunto de 40 toneladas.

publicidade

Leia mais:

Pela estrada verde

Quem testou o caminhão foi o jornalista alemão Jan Burgdorf, na Green Truck Route (a chamada Rota Verde), um percurso de 343 km que inclui uma variedade de rodovias, terrenos acidentados e estradas mais estreitas. A pista localizada na Alemanha é usada para testar caminhões de diferentes fabricantes em uma ampla gama de condições.

Veículo de frente
Imagem: Divulgação/Volvo Trucks

O jornalista disse que o caminhão elétrico é tão ágil, ou até mais ágil, do que um caminhão a diesel. “Os motoristas ficarão muito surpresos com a facilidade de dirigir, como é silencioso e como responde bem. Não há vibração alguma”.

O Volvo FH Electric manteve uma velocidade média de 80 km/h em todo o percurso. Com base no consumo de energia de apenas 1,1 kWh por km, o caminhão elétrico mostrou autonomia total de 345 km com uma carga. Isso equivale a 45 km a mais do que o esperado, já que nesse tipo de configuração, a montadora especifica o FH elétrico com autonomia de cerca de 300 km.

Burgdorf fez uso do pacote de eficiência I-Save para o caminhão alcançar ainda mais autonomia. O sistema efetua a leitura prévia da pista, informando ao motorista como está a via à frente com 2 km de antecedência.

Elétrico e mais econômico

“Os resultados dos testes mostram que é possível dirigir até 500 km em um dia normal de trabalho, com uma breve parada para recarga. Por exemplo, na hora do almoço”, explica Tobias Bergman, Diretor de Teste de Imprensa da Volvo Trucks.

Caminhão elétrico em um trecho da pista
Imagem: Divulgação/Volvo Trucks

Nos testes na Rota Verde, o Volvo FH com seu motor elétrico capaz de gerar cerca de 660 cv usou 50% menos energia do que um Volvo FH com um motor diesel comparável. Suas seis baterias oferecem uma capacidade de 540 kWh que, em carregadores ultrarrápidos, podem ser recarregados em cerca de duas horas.

A meta da Volvo Trucks é que os veículos elétricos respondam por metade das vendas de seus caminhões até 2040, com 100% de redução de CO2. As vendas do caminhão elétrico da Volvo começaram em 2021 e a marca pretende iniciar a produção desses veículos em 2022.

No Brasil, porém, a Volvo ainda não revelou seus planos em relação à eletrificação. O país é o segundo maior mercado da marca no mundo, entretanto, não possui a infraestrutura necessária de recarga para caminhões elétricos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!