A polícia do Novo México divulgou vídeos feitos antes e depois do tiro acidental disparado por Alec Baldwin que matou a cinegrafista Halyna Hutchins e feriu o diretor de produção, Joel Souza. A tragédia ocorreu em outubro do ano passado, durante as filmagens de “Rust”, e as imagens fazem parte da investigação das autoridades locais.

“Rust”: polícia divulga vídeos de Alec Baldwin momentos antes e depois de tiro fatal em Halyna Hutchins. Imagem: Arquivo Polícia de Santa Fé, Novo México

As publicações mostram um vídeo antes do disparo, quando Baldwin treinava com a arma apontada para a câmera. Em outras cenas, já gravadas pela câmera corporal da polícia, os agentes mostram o set de gravação, o local do disparo, e também uma entrevista com o ator e outros membros da equipe. Os vídeos foram obtidos e divulgados pela Sky News, confira aqui as imagens e detalhes da investigação. 

publicidade
“Rust”: polícia divulga vídeos de Alec Baldwin momentos antes e depois de tiro fatal em Halyna Hutchins. Imagem: Arquivo Polícia de Santa Fé, Novo México

Morte no set de “Rust”: relembre o caso 

Em 21 de outubro de 2021, o ator Alec Baldwin, de 63 anos, disparou uma arma cenográfica durante as gravações do filme independente ‘Rust‘ no Novo México (EUA), no exato momento em que gravava uma cena. Halyna Hutchins, de 42, foi atingida na região do abdômen e transportada de helicóptero para o Hospital da Universidade do Novo México, em Albuquerque, onde resistiu por alguns momentos antes de falecer. 

O caso desencadeou uma longa investigação, além de debates sobre a segurança em sets de filmagens – principalmente em filmes de ação, como “Rust”, produção com tema faroeste. Baldwin também viu sua vida profissional e pessoal desmoronar. Após precisar trancar sua conta no Twitter e afirmar repetidamente que não puxou o gatilho, o ator deu uma entrevista exclusiva à ABC News no qual falou sobre o acidente. A reportagem pode ser assistida no Star+, streaming da Disney.

Leia mais!

Além de diversos artistas que prestaram homenagem a Hutchins, Baldwin também usou o Twitter (antes de excluir sua conta) para se pronunciar. “Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e colega nossa profundamente admirada. Estou cooperando plenamente com a investigação policial para tratar de como ocorreu essa tragédia e estou em contato com o marido dela, oferecendo meu apoio a ele e sua família. Meu coração está partido por seu marido, seu filho e por todos que conheciam e amavam Halyna”, escreveu.

Neste mês, após seis meses de investigação e processos, o ator foi inocentado do caso após o Departamento de Saúde e Segurança Ocupacional do estado do Novo México, nos Estados Unidos, considerar que o ator não sabia que a arma tinha munição real. Saiba mais aqui.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!