Um tipo de fiscalização automatizada de ruídos está sendo programado com o uso de câmeras ativadas por som para reduzir a poluição sonora no trânsito de algumas cidades do estado americano da Califórnia. Violações serão punidas com multas.

Todo ruído provocado por carros e motocicletas acima de 95 e 80 decibéis, respectivamente (sendo limites já existentes em legislação local), estará na mira da fiscalização. Uma vez acionadas, as câmeras ativadas por som devem ser capazes de registrar uma fotografia nítida da placa do veículo.

publicidade

Leia também:

Esse movimento consta em um programa piloto aprovado pelo Legislativo estadual da Califórnia, visando o escape barulhento dos veículos. Ainda precisa ser assinado pelo governador Gavin Newsom.

Câmeras com sensores que “ouvem”

Após essa assinatura, as câmeras inteligentes ativadas por som estarão fiscalizando o trânsito de seis cidades do estado americano, de janeiro de 2023 a dezembro de 2027. Semelhante ao funcionamento das câmeras de registro de velocidade encontradas em todo o mundo, essas são acionadas por altos níveis de decibéis identificados por sensores e podem capturar a placa do infrator.

Apesar de tudo, ainda não está claro como essas câmeras vão identificar os veículos no trânsito, ou como serão capazes de diferenciar entre carros e motocicletas. Não só isso. Dependendo da estrada e do estilo de condução de alguns carros e motocicletas, os limites podem ser ultrapassados facilmente.

Para termos uma ideia, conforme traz uma nota recente do pessoal da Car and Driver, um McLaren 720S Spider ano 2019 e seu V8 de 4 litros com turbo duplo e 710 cv, ou um Chevrolet Corvette ZR1 2019 (e seu V8 de 755 cv) podem alcançar 99 decibéis. Já um Porsche 911 GT3 RS 2016 dotado de um motor boxer de seis cilindros 4 litros, altos 108 decibéis.

De qualquer forma, é estipulado no programa a obrigatoriedade de sinalização para os motoristas ao entrarem em estradas com fiscalização automatizada pelas câmeras ativadas por som. Além disso, os infratores pela primeira vez não serão multados e cada cidade será obrigada a desenvolver planos de pagamento e outros detalhes das multas.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!

Imagem: polybutmono/iStock