Para um filme ganhar uma sequência, uma das principais regras consiste em seu sucesso financeiro. No entanto, sempre há outros fatores em jogo na hora de um estúdio decidir prosseguir uma história

O fato é que muitos filmes com potencial interessante para continuações acabam ficando de fora do radar das continuações por algum motivo. 

Diante disso, resolvemos listar 7 filmes que poderiam render sequências interessantes.

Alita: Anjo de Combate (2019)

“Alita: Anjo de Combate” (“Alita: Battle Angel”, 2019) / Crédito: 20th Century Fox (divulgação)

Disponível  para assinantes do Star+.

publicidade

O filme “Alita: Anjo de Combate” deixou várias pontas soltas para uma possível continuação. Dirigido por Robert Rodriguez e produzido por James Cameron, o filme foi baseado no mangá “Gunnm” de Yukito Kishiro e recebeu críticas geralmente positivas. 

O longa também conseguiu agradar a boa parte dos fãs da obra original, assim como atraiu um público novo que anseia por uma nova sequência. 

O interesse por uma continuação também é forte entre os realizadores da produção. James Cameron e Robert Rodriguez já se pronunciaram que estão discutindo uma nova sequência. Portanto, a probabilidade de um novo filme é alta.

Leia mais:

A Torre Negra (2017)

“A Torre Negra” (“The Dark Tower”, 2017) / Crédito: Sony Pictures Releasing (divulgação)

Disponível  para assinantes do Star+.

Apesar de ter sido um fracasso de público e crítica, a adaptação para o cinema da renomada série de oito livros escrita por Stephen King mereceria uma nova oportunidade, especialmente considerando as sequências planejadas. 

O filme concentrou-se em estabelecer as bases para uma potencial franquia de cinema, o que acabou levando a uma compressão inadequada do material original, negligenciando os elementos essenciais da obra original. 

No entanto, a escolha de elenco foi um ponto positivo, com Idris Elba como Roland Deschain e Matthew McConaughey como o Homem de Preto, que tinham o potencial de oferecer muito mais à adaptação.

O Guia do Mochileiro das Galáxias (2005)

“O Guia do Mochileiro das Galáxias” (“The Hitchhiker’s Guide to the Galaxy”, 2005) / Crédito: Buena Vista Pictures Distribution (divulgação)

A amada trilogia de cinco livros escrita por Douglas Adams ganhou uma aguardada adaptação do primeiro livro para o cinema em 2005. 

O filme recebeu críticas positivas no geral, mas não conquistou unanimidade entre os fãs dos livros devido a algumas diferenças em relação à obra original. 

No entanto, a adaptação cinematográfica se limitou a este filme, apesar de ter deixado um enorme potencial para sequências e adaptações dos outros livros da série. O competente elenco, que inclui Martin Freeman, Mos Def, Sam Rockwell e Zooey Deschanel, poderia ter continuado nas novas aventuras.

Os Goonies (1985)

“Os Goonies” (“The Goonies”, 1985) / Crédito: Warner Bros. (divulgação)

Disponível  para assinantes do HBO Max.

“Os Goonies” é um dos filmes de aventura infanto-juvenil mais amados dos anos 80. Dirigido por Richard Donner e produzido por Steven Spielberg, o longa conquistou um grande número de fãs ao longo dos anos e se tornou um ícone da cultura pop. 

Desde então, a vontade do público por uma continuação, que ao longo do tempo evoluiu para uma reunião ou até mesmo um remake devido à demora, se tornou muito forte. 

No entanto, embora tenha havido muitos rumores e especulações ao longo dos anos sobre a possibilidade de uma sequência, nenhum projeto concreto ainda foi confirmado.

Uma Cilada para Roger Rabbit (1988)

“Uma Cilada para Roger Rabbit” (“Who Framed Roger Rabbit”, 1988) / Crédito: Walt Disney Studios Motion Pictures (divulgação)

Disponível  para assinantes do Disney+.

Dirigido por Robert Zemeckis, “Uma Cilada para Roger Rabbit” se destacou por sua impressionante combinação de live-action e animação, bem como por reunir personagens de desenhos animados de diferentes estúdios em uma única produção. Essa abordagem inovadora conquistou tanto o público quanto a crítica, resultando em um sucesso estrondoso. 

Desde o lançamento do filme, muitos têm ansiado por uma sequência que continue a explorar e expandir o rico universo apresentado na obra original. Além disso, com os avanços tecnológicos contínuos, novas possibilidades se abrem para a mistura do live action com a animação, tornando a ideia de uma sequência para esse clássico do cinema uma proposta plausível e empolgante.

Amor e Monstros (2020)

“Amor e Monstros” (“Love and Monsters”, 2020) / Crédito: Netflix (divulgação)

Disponível  para assinantes da Netflix.

Este filme de aventura e ficção científica se passa em um mundo pós-apocalíptico, onde monstros gigantes dominam a superfície terrestre e a humanidade vive em comunidades subterrâneas. 

A história segue um jovem sobrevivente que se separa de sua namorada. Determinado a reencontrá-la, ele decide arriscar tudo e parte em uma jornada perigosa pelo mundo dominado por essas criaturas aterrorizantes. 

Além de sua premissa interessante e personagens bem elaborados, “Amor e Monstros” deixa um espaço fértil para uma continuação. 

Em uma sequência, a narrativa pode se aprofundar na jornada da humanidade para recuperar a superfície da Terra. Seria uma oportunidade para apresentar novos personagens que enfrentam os monstros, a exemplo do personagem de Michael Rooker. Além disso, podem ser apresentadas novas criaturas, expandindo ainda mais esse intrigante universo.

O Quinto Elemento (1997)

“O Quinto Elemento” (“The Fifth Element”, 1997) / Crédito: Buena Vista International (divulgação)

Esse é um dos exemplos mais notórios de filmes que tinham todas as condições para uma continuação. O mundo rico do longa, com seus elementos de space opera e personagens carismáticos, abria facilmente possibilidades para a criação de uma franquia. No entanto, não foi isso o que aconteceu.

Porém, até hoje, depois de tanto tempo, os fãs anseiam por uma continuação. Entretanto, isso parece estar longe de acontecer. E, se porventura surgir a possibilidade de um novo filme no futuro, infelizmente não poderemos contar mais com Bruce Willis reprisando seu icônico papel como Korben Dallas.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!