A Tesla, montadora de carros de Elon Musk, está em evidência nos últimos dias por diversos problemas com seus funcionários. O bilionário e dono da empresa já chegou até a afirmar que o trabalho remoto na companhia está proibido. 

E, para garantir que todos os funcionários estão frequentando os escritórios, a Tesla está implementando um sistema de monitoramento de presença que vai contatar por e-mail os trabalhadores que não comparecerem nas instalações

publicidade

Leia também!

Os funcionários da montadora de carros elétricos utilizam seus crachás para entrar nos escritórios da companhia, o que também será utilizado para registrar sua presença. Caso não compareçam, os trabalhadores receberão um aviso por e-mail, serão reportados ao sistema de monitoramento e deverão dar explicações aos seus gerentes.  

De acordo com o portal The Telegraph, as mensagens devem dizer: “Você está recebendo este e-mail porque não há registro de você usando seu crachá para entrar em uma instalação da Tesla em pelo menos X dias durante o período de 30 dias que termina em [data]”. 

Fachada da sede da Tesla no estado da Califórnia
Imagem: askarim/Shutterstock.com

Tesla fecha segundo trimestre de 2022 com queda de 18% nas vendas

As vendas da Tesla tiveram uma queda de 18% no segundo trimestre de 2022 em comparação aos três primeiros meses do ano. Foram entregues 254.695 veículos, ante 310.048 no trimestre inicial. Os dados foram divulgados no sábado (2) pela montadora americana.

Com a notícia, chega ao fim uma sequência de quase dois anos de entregas trimestrais recorde para a empresa de Elon Musk. O recuo nas vendas pode ser atribuído às longas paralisações na gigafábrica de Xangai — a maior da companhia — devido ao aumento de casos de Covid-19 na China.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!