Depois de vários atrasos, a SpaceX finalmente lançou nesta quarta-feira (10) sua quinta missão espacial tripulada, a Crew-3, rumo à Estação Espacial Internacional (ISS). O foguete Falcon 9 carregando a cápsula Endurance e quatro astronautas decolou do complexo de lançamento 39A do Centro Espacial Kennedy, na Flórida, às 23h03 (horário de Brasília). A chegada à ISS está prevista para as 21h10 desta quinta-feira (11).

Os astronautas norte-americanos Raja Chari, e Kayla Barron, ambos da Nasa, e o alemão Matthias Maurer, da ESA, estão realizando sua primeira missão ao espaço. O único membro experiente é o também norte-americano Thomas Marshburn, que já visitou a ISS duas outras vezes: uma a bordo do ônibus espacial Endeavour durante a missão STS-127, em 2009, e outra viajando em uma cápsula russa Soyuz durante a Expedição 34/35, em 2012.

publicidade
Astronautas da missão Crew-3 em ensaio para lançamento da missão
Os astronautas do SpaceX Crew-3 da NASA participam de um ensaio geral de contagem regressiva no Kennedy Space Center da agência, na Flórida, em 28 de outubro de 2021, para se preparar para o próximo lançamento do Crew-3. Os astronautas estão na plataforma de lançamento 39A com o Falcon 9 e o Crew Dragon atrás deles durante o ensaio. Crédito da foto: SpaceX

A duração da missão Crew-3 é de seis meses, com retorno estimado para abril de 2022, quando a tripulação será substituída pelos membros da Crew-4: os norte-americanos Kjell Lindgren e Robert Hines, da Nasa, a italiana Samantha Cristoforetti, da ESA, e um quarto tripulante ainda não anunciado.

Crew-3 sofreu múltiplos adiamentos

A partida da Crew-3 foi adiada várias vezes. Ela estava originalmente programada para 31 de outubro, mas foi adiada até 3 de novembro numa tentativa de corrigir um defeito no banheiro da Endurance. Infelizmente, a correção proposta pela SpaceX não foi aprovada pela Nasa, o que significa que os astronautas terão que usar fraldas durante a viagem até a ISS.

Depois, o lançamento foi adiado para o dia 6 devido a um “problema médico” de natureza não explicada com um tripulante não identificado. Mau tempo forçou novamente o adiamento para o dia 8, e a decisão de trazer a tripulação da Crew-2 antes levou a um novo adiamento, desta vez para o dia 10.

Leia mais:

Com o retorno antecipado da Crew-2, algumas tradições não puderam ser mantidas, como a cerimônia onde as equipes se encontram na ISS e uma “passa o bastão” para a outra. Além disso, durante alguns dias, os EUA serão minoria na estação: até a chegada da Crew-3 na quinta-feira (11) haverá apenas um astronauta norte-americano a bordo, Mark Vande Hei, além de dois cosmonautas russos, Anton Shkaplerov e Pyotr Dubrov.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!