Nós do Olhar Digital e nossos parceiros utilizamos cookies, localStorage e outras tecnologias semelhantes para personalizar conteúdo, anúncios, recursos de mídia social, análise de tráfego e melhorar sua experiência neste site, de acordo com nossos Termos de Uso e Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Entre um “tubarão demônio”, “cadáveres alienígenas”, “chuva de vermes” e outros fatos, no mínimo, curiosos, 2023 não deixou a desejar no quesito “notícias bizarras”. E o Olhar Digital selecionou 10 delas para relembrarmos juntos.

Aranha-do-mar consegue regenerar o ânus

Em janeiro, veio a público uma descoberta feita no fim do ano passado, que surpreendeu os pesquisadores: a capacidade autorregenerativa das aranhas-do-mar.

Em uma série de experimentos, os cientistas notaram que os espécimes mais jovens da espécie Pycnogonum litorale conseguem reconstruir completamente uma série de partes do corpo amputadas, incluindo membros posteriores, frações de suas entranhas, órgãos reprodutivos e até mesmo seus ânus.

Aranha-do-mar consegue regenerar o ânus. Crédito: AshtonEa – Shutterstock

Outros artrópodes, como certas aranhas terrestres, centopeias e caranguejos, também podem regenerar partes do corpo que tenham, por exemplo, sido mordidas por predadores. No entanto, não se sabia que as aranhas marinhas tinham essa habilidade porque elas desenvolveram exoesqueletos duros para autoproteção, o que poderia indicar que elas não precisariam de nenhuma outra forma de defesa.

Caravelas portuguesas invadem praia na Flórida

Volumosos enxames de criaturas marinhas azuis altamente venenosas apareceram em uma praia na Flórida, nos Estados Unidos. Chamadas de “caravelas-portuguesas”, cerca de cem delas foram encontradas ao longo da Indialantic Beach – um número surpreendente. Não é incomum ver essas criaturas ao longo da costa da Flórida, mas essa quantidade realmente impressiona.

Imagem: Arthur Mota – Shutterstock

De nome científico Physalia physalis, as caravelas-portuguesas, muitas vezes, são confundidas com águas-vivas devido aos seus longos fios de tentáculos, mas, na verdade, essas criaturas pertencem a um grupo de animais marinhos chamados sifonóforos. Saiba mais aqui.

Chuva de vermes na China

Sem dúvida, uma das notícias mais impressionantes do ano envolve uma “chuva de vermes” ocorrida na China, que viralizou no TikTok, com imagens de tiras pretas cobrindo carros e orientações para as pessoas usarem guarda-chuvas. 

Diversos cientistas chineses investigaram essas aparições, mas nenhuma razão oficial foi dada. Algumas justificativas atribuem a um fenômeno, conhecido como “lua cheia das minhocas”, que acontece todo mês de março, antes da chegada da primavera no país. O nome tem relação com o início do período de colheita, que é a fase fértil do ano. 

Supostos vermes em cima de carros em Pequim, na China. Crédito: Reprodução / Twitter

Nessa época, que também ocorre uma incidência solar mais intensa, é comum que o solo descongele e que essas “minhocas” comecem a surgir. Outra explicação é que as tiras pretas, na verdade, seriam flores cheias de sementes que se parecem com lagartas.

Explosão causada por “pum” mata milhares de vacas

Em abril, uma explosão matou 18 mil vacas e deixou uma mulher com ferimentos graves numa fazenda leiteira do Texas, nos EUA. Segundo as investigações, uma máquina que suga estrume superaqueceu – e isso pode ter causado a inflamação do metano, que se espalhou pelo local com a explosão. O gás metano é liberado em grandes concentrações pelo pum e os arrotos de bovinos.

Máquina superaqueceu e explodiu em fazenda leiteira no Texas matando 18 mil das 19 mil cabeças de gado. Crédito: Reprodução/KCBD

Tubarão demônio da Austrália

Uma nova espécie de tubarão de profundidade com olhos brancos brilhantes foi identificada, décadas depois que uma fêmea grávida morta foi coletada pela primeira vez na costa da Austrália Ocidental.

Apristurus ovicorrugatus, também chamado de tubarão-demônio ou tubarão-fantasma. Crédito: White et al/Journal of Fish Biology

Denominado Apristurus ovicorrugatus, esse animal tem íris brancas brilhantes e incomuns. Apristurus é um gênero de tubarão-gato comumente conhecido como tubarões fantasmas ou demônios. Saiba mais.

Idosa acorda em seu próprio velório e morre dias depois

Uma idosa do Equador deu um baita susto nas pessoas que estavam em seu velório ao se debater dentro do caixão. Isso aconteceu no começo de junho. Bella Montoya, uma enfermeira aposentada de 76 anos, foi levada imediatamente de volta para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas sofreu uma parada cardiorrespiratória uma semana depois, vindo a falecer – de verdade, desta vez.

Idosa acorda no próprio velório, volta para a UTI e morre uma semana depois. Crédito: Reprodução/Twitter

Cadáveres alienígenas exibidos no parlamento do México

Uma das histórias que mais chamaram a atenção no ano foi a apresentação de “cadáveres de alienígenas” em uma audiência pública na Câmara dos Deputados do México. De acordo com o jornalista e ufólogo Jaime Maussan, que exibiu os dois fósseis, eles haviam sido resgatados em 2017 em uma mina na cidade de Cusco, no Peru, e teriam idade estimada de mais de mil anos.

Um ufólogo apresentou essas duas peças ao parlamento mexicano alegando serem cadáveres fossilizados de alienígenas. Crédito: Câmara dos Deputados do México

Não demorou para que casos semelhantes anteriores envolvendo Maussan viessem à tona – todos desmentidos. Ao longo de mais de 50 anos de carreira, ele teria protagonizado dezenas de fraudes que envolvem extraterrestres e outras manifestações sobrenaturais. Poucas semanas depois da apresentação dos “aliens” ao parlamento mexicano, um vídeo de 2021 foi resgatado pela web, mostrando a verdade por trás dessa história. 

Estrelas de penas com visual alienígena

Conhecidos como estrelas de penas ou lírios do mar, os crinoides são animais marinhos que ocupam todas as profundezas até seis mil metros. Quatro novas espécies foram descobertas na Antártica neste ano. Com aparência alienígena, esses animais pertencem à família dos equinodermos, a mesma das estrelas-do-mar, mas, diferente delas, podem possuir até 20 pernas. Saiba mais aqui.

Estrela de penas de morango
Estrelas de penas ou lírios do mar: os crinoides são animais marinhos da mesma família das estrelas do mar. Crédito: Gregory Rouse

Leia mais:

Caça ao monstro do Lago Ness

Em 2023, a primeira foto “real” do famoso Monstro do Lago Ness completou 90 anos. Não à toa, a misteriosa criatura ganhou destaque na mídia ao longo dos últimos 12 meses.

Em agosto, cientistas cidadãos do mundo se reuniram no Centro do Lago Ness, em Drumnadrochit, na Escócia, munidos de equipamentos modernos, como drones, para tentar encontrar algum sinal da lendária besta aquática. 

Durante dois dias, eles estiveram atentos a tudo que pudesse surgir na superfície do lago e também a qualquer movimento estranho dentro do corpo de água, como parte do Quest Weekend, evento que representou a maior busca pelo chamado “Nessie” desde que o local foi examinado pela primeira vez, há mais de 50 anos.

Escocês fotografa o que seria o “monstro do Lago Ness”. Crédito: John Howie via Centro do Lago Ness

No fim das contas, toda a sofisticação e complexidade dos equipamentos envolvidos nessa empreitada foi inútil. O monstro acabou dando as caras novamente este ano, mas não foi necessário mais do que uma câmera fotográfica comum para registrar a aparição.

Um escocês chamado John Howie observava o lago, quando percebeu uma movimentação na água. Ele, então, fez o registro de uma criatura de cerca de 4,5 metros de comprimento e o mesmo formato popularmente conhecido da lendária criatura. Veja detalhes da história.

Besouro com pênis de abridor de garrafa

Fechando a seleção de notícias bizarras de 2023, uma bem recente, publicada em novembro, revelou um besouro com pênis em formato de abridor de garrafa. A nova espécie foi descoberta por pesquisadores do Museu de História Natural da Dinamarca e batizada de Loncovilius carlsbergi.

Um dos responsáveis pela pesquisa, o biólogo Aslak Kappel Hansen, explicou que as genitálias são, muitas vezes, a melhor maneira de identificar uma espécie.

Besouro com pênis abridor de garrafa
Loncovilius carlsbergi, uma nova espécie de besouro, teve sua genitália reproduzida em um abridor de garrafas devido à semelhança com o objeto. Créditos: Mads Krabbe Sorensen e Mads Krabbe Sorensen

Mais especiais