EnglishPortugueseSpanish
publicidade

O iPhone 12 foi anunciado não faz muito tempo, em outubro de 2020, mas a indústria não para e imediatamente começaram a surgir informações sobre a geração seguinte. Veja abaixo tudo o que já sabemos, graças a rumores e vazamentos, sobre o iPhone 13, iPhone 13 Mini, iPhone 13 Pro e iPhone 13 Pro Max.

Novos iPhones terão suporte a redes 5G mmWave em mais países

Os modelos do iPhone 12 vendidos nos EUA tem suporte a dois tipos de redes 5G: mmWave, que tem alta velocidade mas alcance bastante limitado, geralmente algumas dezenas de metros ao redor de uma torre, e Sub-6 GHz, que tem alcance muito maior, porém velocidade menor. Já os modelos vendidos no exterior suportam apenas as redes Sub-6 GHz.

publicidade

Mas isso pode mudar nos iPhone 13, com o suporte a mmWave sendo ampliado a mais países. Segundo um artigo do site Patently Apple, citando fontes da indústria, uma empresa taiwanesa chamada Qiqi está recebendo um “grande pedido” de antenas mmWave que serão usadas nos iPhone 13. As antenas usadas nos iPhone 12 são atualmente produzidas pela empresa japonesa Murata, que irá dividir o pedido com o Qiqi.

O diretor da Qiqi, Xie Hongbo, anunciou recentemente que a produção da empresa de componentes relacionados a redes 5G iria aumentar “significativamente” neste ano, o que dá força ao rumor.

Ilustração sobre redes 5G
O iPhone 13 terá suporte a redes 5G mmWave, mais rápidas, em mais países. Imagem: Shutterstock

Recentemente a Winstrom, que é uma das fornecedoras da Apple, fez um investimento na Qiqi e se tornou sua maior acionista. A empresa teria sido responsável pela inclusão da empresa na cadeia de suprimentos da Apple. Outro fator é que a Qiqi trabalha em conjunto com a Qualcomm no desenvolvimento de suas antenas para 5G e Wi-fi 6.

Apple planeja colocar LIDAR em todos os iPhones 13

Segundo o jornal taiwanês Digitimes, a Apple planeja incluir o LIDAR (um “radar laser” usado para mapear uma cena em três dimensões) em todos os modelos do iPhone 13. Atualmente, apenas os iPhone 12 Pro e Pro Max (além do iPad Pro) tem o recurso.

publicidade

A decisão seguiria um padrão da empresa de adicionar alguns recursos aos modelos topo de linha e, com o tempo, incorporá-los aos modelos mais baratos. Um exemplo são as telas OLED, que estavam disponíveis apenas nos iPhone 11 Pro e Pro Max, mas são usadas em todos os iPhone 12.

Exemplo de uma “nuvem de pontos” gerada por um sensor Lidar. Imagem: Apple

Segundo o MacRumors, espera-se que a Apple retorne ao cronograma “tradicional” de lançamento do iPhone, com um evento em Setembro onde seriam apresentados o iPhone 13 (com tela de 6.1”) e três variantes: mini (5.4”), Pro (6.1”) e Pro Max (6.7”).