O primeiro dia do Google I/O 2021, nesta terça-feira (18), trouxe diversas novidades em aplicativos, ferramentas e sistemas operacionais da companhia. Do Maps à Busca e do Android ao WearOS, a big tech divulgou mudanças, atualizações e até fusões. Confira tudo que rolou no primeiro dia do evento:

Leia mais:

publicidade

A nova “cara” do Android

O evento apresentou mais detalhes sobre a próxima versão do sistema operacional para smartphones, o Android 12. A mais visível ao usuário será a nova interface, baseada em uma nova versão da linguagem de design “Material”, usada desde o Android 5, chamada “Material U”.

A versão nova enfatiza elementos com cantos mais arredondados e “brinca” mais com as cores. Uma novidade é chamada “Color Extraction”, que analisa seu papel de parede e modifica as cores da interface de acordo com as cores dominantes na imagem, criando um “tema” personalizado.

Aparelhos rodando o Android 12
A versão beta do Android 12 foi lançada. Imagem: Google/Divulgação

Beta do Android

A primeira versão beta do sistema operacional Android 12 também foi anunciada durante o evento. Além de mudanças na interface, com uma linguagem de design mais “amigável” e personalizada, o sistema também traz novidades na privacidade e usabilidade.

A nova versão, assim como o iOS, trará mais detalhes sobre como os apps estão usando seus dados e permitirá aos usuários escolher quais informações poderão ser acessadas.

O espaço de ajustes rápidos foi redesenhado para acomodar também funções relacionadas ao Google Pay e ao controle de aparelhos domésticos. Confira mais detalhes aqui.

Google Maps

Sundar Pichai, CEO da companhia, listou algumas conquistas do aplicativo de GPS, como a adição de 150 quilômetros de ciclovias e algumas funções relacionadas à Covid-19, e partiu para as duas principais novidades: “rotas eco-friendly” e “Safer Routing”.

A primeira foca em ajustes de percurso mais amigáveis ao meio ambiente. Já a segunda novidade no Maps utilizará a inteligência artificial (IA) para analisar condições de trânsito, clima e vias para determinar pontos de maior probabilidade de riscos à sua segurança – uma rota traz curvas muito acentuadas que possam forçar você a frear com mais força ou com mais frequência, por exemplo.

Ferramenta para checar fonte

As buscas no Google também receberam uma nova ferramenta de avaliação da credibilidade da fonte. Agora, a lista de respostas à pesquisa apresenta uma opção que permite ao usuário checar a fonte da informação.

“Sobre este resultado” começou a funcionar no começo deste ano. Ao clicar nos três pontos que aparecem perto do resultado, alguns detalhes aparecem para checar o site.

A lista inclui a descrição da fonte, quando indexou pela primeira vez no Google e se a conexão àquele site é segura. Neste mês de maio, a companhia começou a liberar o “Sobre este resultado” em todas as línguas encontradas entre os resultados.

Imagem mostra a logomarca do Smart Canvas, do Google
Imagem: Google/Divulgação

Smart Canvas

O Smart Canvas é um conjunto de novos recursos para o Google Workspaces – a suíte que contempla o Docs, Sheets, Slides e outras ferramentas de escritório.

São várias novidades prometidas para algum momento entre esta terça-feira (18) e o final de 2021, adicionando recursos como integração entre documentos, legendas, novos formatos de escrita, suporte a emojis e outros benefícios. Confira todos eles aqui.

Projeto Starline

O “Projeto Starline” é uma tentativa de unir computação e hardware extremamente customizados para criar o que convenientemente se explica como “chamadas holográficas”. Essas chamadas permitem – sem que você use headsets ou acessórios vestíveis – ver, ouvir e “sentir” a pessoa do outro lado da linha.

A tecnologia do projeto – basicamente, uma cabine especial, dessas que se vê em qualquer escritório de coworking – está disponível em alguns campi do Google, e os testes mostraram-se promissores e despertaram a atenção dos “principais parceiros empresariais” da companhia.

Identificação de problemas de pele

A Google mostrou uma prévia da ferramenta de assistência dermatológica alimentada por inteligência artificial que ajuda a entender o que está acontecendo com a sua pele, cabelo e unhas. 

Através das mesmas técnicas que detectam doenças oculares diabéticas ou câncer de pulmão em tomografias computadorizadas, a ferramenta permite que as pessoas se informem mais a ponto de identificar problemas dermatológicos usando apenas a câmera do seu telefone. 

WearOS + Tizen

A Google anunciou também, no primeiro dia do I/O, a fusão entre o WearOS e o Tizen, da Samsung. Juntas as duas companhias transformaram os sistemas operacionais usados em seus relógios inteligentes em uma única plataforma.

O trabalho conjunto foca na melhor autonomia da bateria, performance e facilidade para que desenvolvedores façam aplicativos para os wearables.

Com a bateria sendo a principal reclamação dos clientes, as companhias usaram as vantagens de núcleos menores e de menor consumo para que os dispositivos acompanhem as atividades dia e noite, com energia sobrando para o dia seguinte.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!